5 famosos mortos por seus próprios fãs

Compartilhe

Até onde pode chegar o amor de um fã por um ídolo? Muitas pessoas acabam ficando obcecadas por cantores, atores, celebridades e até mesmo outros profissionais de destaque em suas profissões.

Porém, até que ponto se pode dizer que isto é saudável? Pessoas começam a perseguir, tirar a privacidade de seus ídolos e as vezes chegam até a matar por eles. É sobre isso que nós da Super Fatos vamos falar hoje, sobre 5 famosos que foram mortos por seus próprios fãs.

John Lennon

Com certeza um dos casos mais conhecidos desta lista é o do integrante da famosa banda The Beatles que foi morto no dia 08 de Dezembro de 1980, executado com 5 tiros ao sair de seu prédio na cidade de Nova York. Os tiros foram disparados por Mark Chapman, este que já havia encontrado John Lennon mais cedo naquele mesmo dia, quando levou um disco para que fosse autografado pelo ídolo.

Chapman foi condenado a prisão perpetua, entretanto poderia solicitar liberdade condicional após cumprir pelo menos 20 anos de sua pena, assim ele esta tentando desde 2000 conseguir esta liberdade, porém sem sucesso até agora.

Em uma audiência no ano de 2010 Chapman confessou que o motivo pelo qual assassinou John foi para ganhar notoriedade. “Senti que matando John Lennon me tornaria alguém e em vez disso tornei-me um assassino, e os assassinos não são alguém”.

Rebecca Schaeffer

Rebecca foi uma atriz e modelo estadounidense que participou de diversas novelas, séries e filmes o que a deixou muito famosa na época. Ela tinha um fã obcecado que a perseguia, Robert John Bardo, este passou mais de 3 anos seguindo a atriz sempre que sabia onde a garota estaria.

No dia 18 de Julho de 1989, Robert assassinou a atriz. O crime foi motivado por ciúmes, já que Robert ficou extremamente furioso ao ver uma cena de sexo de Rebecca no filme “Luta de Classes em Beverly Hills”. Ele afirmou que aquela cena havia destruído todo o conceito de pureza e inocência que ele tinha a respeito dela.

No fatídico dia Robert seguiu a atriz até seu apartamento e a chamou para pedir um autógrafo, quando Rebecca abriu a porta Robert disparou diversos tiros contra a garota que não resistiu e acabou falecendo no local.

Selena Quintanilla

Selena foi uma cantora de muito sucesso nos anos 90, quando aos 23 anos já era a primeira cantora latina a liderar a lista da Billboard 200, porém todo este sucesso não durou muito tempo. A cantora possuía algumas lojas e uma de suas funcionárias de confiança, que inclusive era presidente de seu fã-clube oficial foi descoberta pelo pai da cantora desviando dinheiro da família.

Esta funcionária era Yolanda Saldívar e ao ficar sabendo Selena a demitiu dos dois cargos. Yolanda tentou por diversas vezes negar os fatos, porém a família tinha diversos documentos que comprovavam os desvios.

No dia 31 de Março de 1995, a ex-funcionária e Selena tiveram uma discussão em um quarto de hotel onde Yolanda confessou o ciúmes que tinha da beleza e do sucesso de Selena e naquele momento sacou uma arma, que a princípio apontou para sua própria cabeça, alegando que cometeria suicídio caso fosse demitida, mas logo depois apontou a arma para a cantora que desesperada virou-se de costas para fugir, mas foi atingida por um único disparo que partiu uma artéria ligada ao coração e o que causou uma grande perda de sangue.

Assim mesmo Selena ainda conseguiu correr por cerca de 100 metros até a recepção do hotel, seguida por Yolanda com a arma em punho. Selena ainda foi levada ao hospital, porém não resistiu e acabou falecendo horas mais tarde.

Dimebag Darrell

Guitarrista muito famoso por fazer parte das bandas Pantera e Damageplan, durante uma apresentação em Columbus nos Estados Unidos, um fã chamado Nathan Gale subiu ao palco, o que é muitas vezes normal em shows de heavy metal.

Porém os planos de Nathan eram mais maquiavélicos do que se esperava, assim que estava no palco disparou 5 tiros contra Dimebag que acabou falecendo no local. Seguranças e outras pessoas próximas tentaram impedir, porém Nathan acabou atirando nelas também o que causou a morte de mais 3 pessoas e deixou outros 10 feridos.

A motivação do crime foi revelada pelo assassino momentos antes dos tiros, segundo testemunhas, Nathan teria gritado “Você acabou com o Pantera, você acabou com a minha vida” momentos antes de começar a atirar. Um policial que fazia a segurança do show disparou tiros contra o assassino que acabou morto no local.

Christina Grimmie

Christina ficou famosa após participar do The Voice americano onde foi escolhida por Adam Levine e acabou ficando em terceiro lugar no programa, mesmo assim a cantora conseguiu grande visibilidade o que logo permitiu que iniciasse uma turnê de shows pelo país.

Após um destes shows Christina estava distribuindo autógrafos aos seus fãs quando um deles, chamado Kevin James Loibl, se aproximou e atirou contra a cantora e se suicidou logo depois. Christina foi socorrida as pressas para o Orlando Regional Medical Center onde acabou falecendo na madrugada de 11 de Junho de 2016.

A motivação do crime teria sido um ataque de fúria e ciúmes que Kevin teve após Christina postar uma foto com seu namorado no Instagram. Foi encontrado com o assassino dois revolveres e também uma faca de caça.

Comentários
Posts Relacionados