Chadwick Boseman #Forever

Compartilhe

Chadwick Boseman, o ator que interpretou Pantera Negra nos cinemas, morreu na última sexta-feira, dia 29 de agosto, aos 43 anos. Chadwick já havia sido diagnosticado com um câncer de cólon (que afeta a região do intestino grosso), de estágio III no ano de 2016, mas apesar das dificuldades, ele decidiu não expor a doença e passou esses últimos quatro anos trabalhando como nunca, mesmo tendo que realizar diversas cirurgias e sessões de quimioterapia. 

A história do seu diagnóstico e decisão foi publicada pela família no Twitter pessoal do ator na sexta feira e no tweet, que foi o mais curtido da história do Twitter até então, a família agradece pelo amor e orações dos fãs e ressalta que foi uma grande honra para ele e sua carreira, poder ter dado vida ao Rei T’Challa de Wakanda, o Pantera Negra.

Carreira de Chadwick

Apesar de ser muito conhecido como ator, Chadwick Boseman também foi diretor, produtor e roteirista, e a sua carreira nos cinemas e televisões começou em 2003, aos 26 anos, mas foi somente aos 36 que Chadwick atingiu o auge da sua carreira, já que esse foi o ano de lançamento do filme 42 – A História de Uma Lenda, onde o ator interpretou Jackie Robinson, o primeiro jogador negro de beisebol norte-americano. Foi aí também que ele passou a ser visto como um símbolo contra o racismo, afinal, a história se tratava da superação de Jackie, que sofreu com preconceito dentro e fora do campo mas não desistiu do seu sonho.

Outros sucessos acompanharam a carreira de Chadwick Boseman e mesmo durante o tempo de tratamento do câncer, o ator escolheu não parar seus trabalhos e ser mais forte do que as dificuldades do momento, e entre 2016 e 2020 estrelou em mais de 10 filmes e deixou duas produções onde estava confirmado em andamento. Dentre esses filmes estão: Deuses do Egito, Capitão América: Guerra Civil, Mensagens do Rei, Marshall: Igualdade e Justiça, Pantera Negra, 21 pontes, Ma Rainey’s Black Bottom, Das 5 Bloods, Vingadores: Guerra Infinita, Vingadores: Ultimato e outros.

Mesmo com todo esse sucesso no cinema, a sua carreira não se refere somente a isso, afinal, mesmo fora dos personagens, Boseman já lutava pela causa negra apoiando diversos movimentos, ONGS, e fazendo questão de abordar esse assunto tão importante em vários dos seus discursos e como resultado disso tudo, ele ficou conhecido como um símbolo da luta contra o racismo, um exemplo de generosidade e empatia e responsável por uma das maiores ondas de representatividade negra nos cinemas, tanto para crianças, quanto adultos e adolescentes de todos os cantos do mundo que se sentiram acolhidos não só pelo Rei T’Challa, mas pelo legado de Chadwick Boseman. 

Pantera Negra

O grande sucesso de Chadwick Boseman foi o filme “Pantera Negra” e todas as suas participações como rei o T’Challa de Wakanda no Universo Marvel. O longa metragem do herói teve resultados tão bons que alcançou a marca de maior bilheteria de filmes de super heróis nos EUA no ano do seu lançamento (2018), e mais do que isso, se tornou um símbolo de representatividade e luta racial para a comunidade negra do mundo todo.

Pantera Negra foi o primeiro herói negro da Marvel desde os quadrinhos, só depois vieram Luke Cage, Falcão e Blade. Isso fez com a que a representatividade gerada pelo filme fosse ainda maior, afinal as crianças e adultos que acompanham esse universo nunca foram representadas dessa forma. O sucesso foi tanto, que aqui no Brasil, algumas escolas da rede pública chegaram a levar suas crianças no cinema para assistir ao filme como uma forma de empoderamento dos pequenos. 

Boseman estava escalado para dar continuidade ao primeiro filme do Pantera Negra, porém as gravações de Pantera Negra 2 ainda não tinham começado, sendo assim, nenhuma cena do ator foi gravada para o lançamento do filme. Os fãs já pediram nas redes sociais para que não haja nenhum substituto para o ator, mas que ele seja substituído de forma honrosa na trama pela irmã do Rei T’Challa, Shuri, que, nos quadrinhos, já chegou a substituir o irmão durante um período em que ele estava gravemente ferido, além disso, nos filmes ela também se mostra completamente capaz. 

Pessoas ao redor do mundo apoiam essa ideia como uma forma de homenagear o ator e de levantar mais uma bandeira, mas dessa vez, contra o machismo, já que a nova líder de Wakanda seria agora uma mulher negra, porém a Marvel ainda não se posicionou sobre isso.

Doença 

Até a última sexta feira (29), ninguém tinha a menor ideia de que Chadwick estava enfrentando um câncer tão agressivo durante os últimos 4 anos, sendo que todos fomos pegos de surpresa com a notícia de sua morte e todo o histórico de tratamentos revelado pela família, mas a verdade é que a saúde do ator já estava sendo questionada por alguns fãs nas redes sociais desde fevereiro deste ano, quando ele subiu ao palco do Oscar para receber seu prêmio. Na ocasião, Chadwick já estava aparentemente mais magro e isso foi motivo de comentários de todos os tipos pela internet, tanto de pessoas preocupadas, quanto daqueles que caçoavam do ator.

Chadwick Boseman
Oscar de 2018                                                                                                       Oscar de 2020

Porém, o assunto repercutiu ainda mais em abril por conta de um vídeo que publicou no seu instagram a fim de divulgar um projeto social chamado Operação 42, que estava doando equipamentos para hospitais que atendem a população africana atingida pelo COVID – 19, porém o foco virou o próprio Chadwick. Os fãs ao o verem tão magro ficaram muito preocupados com sua saúde, mas não passou disso. Três meses depois, em julho, fotos do ator entrando no hospital de cadeira de rodas vazou e chocou os seus fãs, mas o caso não recebeu tanta repercussão quanto o imaginado e nada foi confirmado por ele, pela mídia ou até mesmo pela família do astro, fazendo com que isso fosse deixado de lado.

Chadwick Boseman

Segundo os familiares, apesar de ter se submetido a diversos tratamentos e cirurgias, o câncer de estágio III evolui para o estágio IX nesse tempo e o ator não resistiu aos intensos tratamentos e à violência da doença.

Homenagens a Chadwick Boseman

 

Ver essa foto no Instagram

 

Obrigada por tudo. #wakandaforever✊🏾

Uma publicação compartilhada por Turma da Mônica (@turmadamonica) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por majucoutinhoreal (@majucoutinhoreal) em

Comentários
Posts Relacionados