Conheça a lenda do Opala preto

Compartilhe

Algumas histórias, reais ou não, acabam se espalhando de boca em boca e ganhando um lugarzinho no imaginário das pessoas. É o caso das lendas urbanas… No Brasil, existem contos que são de dar frio na espinha. Nesta matéria, conheça a lenda do Opala preto!

Gosta de lendas urbanas? Não deixe de ler sobre o Castelinho da Rua Apa.

Foto: Divulgação

Primeira versão

Em 1974, Ubiratã Carlos de Jesus Chaves, o “Carlão da Baixada”, era um dos bandidos mais famosos do Rio de Janeiro. Um dia, para fugir de um crime, ele roubou um Opala preto. Na perseguição, enquanto passava pelo Túnel Rebouças, ele bateu em um Fusca, em que uma família voltava de um aniversário. Ninguém sobreviveu ao acidente. Desde então, corre uma lenda que um Opala preto assombra motoristas que passam pelo túnel de madrugada e os persegue até causar um acidente.

Foto: Reprodução

Segunda versão

A outra versão da lenda urbana do Opala preto é a mais conhecida. Se você foi uma criança ou um adulto na década de 2010, provavelmente, vai se lembrar dela. No Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, corriam boatos de que um Opala preto supostamente sequestrava crianças a fim de vender os seus órgãos.

Na época, o jornal O Estado de S. Paulo recebeu um relato de um rapaz cuja amiga teria recebido o valor de R$ 2 mil  juntamente com o cadáver de seu filho, sem os órgãos, e uma carta afirmando que ele morreu sem sentir dor.

A história causou um alvoroço entre as famílias. As escolas mandavam bilhetes nas agendas dos alunos pedindo que os pais ficassem de olho nas crianças. A Base Comunitária da Polícia Militar do Jardim Ranieri, no Capão Redondo, recebia, em média, entre 30 e 40 consultas diárias, indagando sobre a história dos sequestros.

No entanto, as autoridades não encontraram provas dos crimes ou do Opala. Não havia nenhum registro de crianças desaparecidas no Capão Redondo. Por isso, os boatos, logo, foram desmentidos. Algumas pessoas dizem que se tratava apenas de uma lenda urbana, feita para assustar as crianças, assim como a Loira do Banheiro ou o Bicho Papão. Será?

Foto: Reprodução

Fonte: Aventuras na História e Estadão

E aí? Você já conhecia a lenda do urbana do Opala preto? Se sim, qual das duas versões você já tinha ouvido falar? Conta pra gente pelos comentários!

 

 

 

 

Comentários
Posts Relacionados