Dinossauros já estavam em declínio mesmo antes da extinção

Compartilhe

Há 66 milhões de anos, um asteroide atingiu a Terra e causou a extinção em massa dos dinossauros. Esta é uma hipótese amplamente aceita pela comunidade científica. Mas alguns paleontólogos ainda se questionavam: será que esses répteis já estavam em declínio antes?

Leia também: Novo hominídeo é descoberto: Homo longi, o “homem-dragão”.

Foto: Pixabay

Este foi o ponto de partida de um estudo publicado na revista científica Nature Communications na última semana. A partir dele, pesquisadores da Universidade de Montpellier, na França, concluíram que os dinossauros já estavam condenados cerca de 10 milhões de anos antes do asteroide atingir o planeta.

Para a pesquisa, os cientistas analisaram 1,6 mil fósseis das seis espécies mais abundantes do planeta entre 150 e 66 milhões de anos atrás. Assim, eles descobriram que, de início, todos estavam evoluindo até que, há 76 milhões de anos, tiveram uma queda.

Os motivos do declínio dos dinossauros

Um dos fatores que podem ter levado os dinossauros ao declínio foi o resfriamento global. Os pesquisadores descobriram que períodos quentes eram mais favoráveis à diversificação desses répteis, enquanto as temperaturas mais baixas levavam ao aumento de extinções.

O estudo também concluiu que dinossauros herbívoros tendiam a desaparecer primeiro. Isso fez com que os ecossistemas se tornassem instáveis e mais sujeitos a condições ambientais nocivas.

Além disso, os cientistas acreditam que as espécies de vidas mais longas eram as mais vulneráveis à extinção, porque apresentavam menos novidades evolutivas.

Vale lembrar que os dinossauros viveram na Terra por cerca de 160 milhões de anos. As novas descobertas são importantes para entender um pouco mais sobre a evolução desses répteis. Isso porque, enquanto algumas espécies entravam em declínio, outras ganhavam cada vez mais espaço.

Fonte: Revista Galileu

E aí? O que você achou da nova descoberta?

Comentários
Posts Relacionados