Faloplastia: o que é e como funciona a cirurgia de aumento do pênis?

Compartilhe

Na última semana, a faloplastia ganhou bastante repercussão nas redes sociais. É que o cantor sertanejo Tiago, da dupla com Hugo, havia anunciado que iria se submeter à cirurgia para aumentar o próprio pênis. Mas você sabe o que é esse procedimento e como ele funciona?

Leia também: Além do Eduardo Leite: outros políticos LGBTQIA+ no Brasil.

Foto: Reprodução

A faloplastia é uma cirurgia que tem por objetivo aumentar as dimensões do pênis tanto no comprimento quanto no diâmetro (largura). Apesar de já existirem alguns produtos que prometem ser milagrosos para conseguir esse feito, nenhum deles possui comprovação científica ou é indicado pelos urologistas.

A cirurgia de aumento peniano também é polêmica entre os profissionais da saúde. A prática é contraindicada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Apesar de o Tiago ter se submetido à faloplastia apenas por estética, o procedimento é recomendado pela associação apenas em casos de más-formações congênitas, como micropênis, ou de traumatismos penianos, como amputações.

Como funciona a faloplastia?

Comprimento – secções de ligamentos

Para trazer a impressão de que o pênis ficou maior, o cirurgião corta o ligamento que conecta o órgão ao osso público.

Largura – enxertos de tecido biológicos ou sintéticos

Foto: Reprodução

É feita uma lipoaspiração na região pubiana para a coleta de gordura. Essa gordura, por sua vez, é aplicada ao redor do pênis para engrossá-lo. Essa técnica também pode ser feita de forma sintética, utilizando uma peça de silicone.

Como resultado, o paciente pode obter entre 2 e 5 centímetros no comprimento e em torno de 30% em relação à largura. Mas isso varia de homem para homem.

Outro método é a utilização de próteses penianas. Elas são estruturas que são implantadas no pênis para preencher os espaços antes ocupados pelo sangue no corpo cavernoso.

Quais os riscos?

A faloplastia é considerada uma cirurgia de médio porte. Assim, os riscos costumam ser os mesmos de qualquer cirurgia. Por isso, ela deve ser feita em um ambiente seguro, por um médico com registro profissional ativo e após a realização de exames.

Como toda intervenção cirúrgica, podem haver complicações como infecções, deformidades e, nesse caso, até mesmo redução da libido. Buscar esse tipo de procedimento também pode levar a um quadro de depressão ou de baixa autoestima se os resultados não forem os esperados.

Durante o pós-operatório, o paciente só deve retomar atividades de esforço físico depois de 30 dias. Isso inclui relações sexuais.

Fonte: G1 e UOL

E aí? O que achou da faloplastia? Se você é ou fosse um homem, teria coragem de se submeter a essa cirurgia?

 

 

Comentários
Posts Relacionados