Invocação do mal: o caso real que inspirou o primeiro filme

Compartilhe

Se você gosta de filmes de terror, certamente conhece a franquia Invocação do Mal. Baseada nas histórias dos investigadores sobrenaturais Ed e Lorraine Warren, são 3 filmes e 5 derivados feitos especialmente para as telinhas. Se você prestou atenção, deve se lembrar que as produções são baseadas em histórias reais, que o casal de investigadores viveu ao longo de sua carreira. Hoje, vamos contar a história que inspirou o primeiro filme: a casa mal assombrada da família Perron.

Invocação do mal: a casa da família Perron

Durante o inverno de 1970, Roger  e Carolyn Perron compraram uma casa em Rhode Island. O local era chamado de “Antiga Propriedade Arnold”, tinha cerca de 80 mil hectares e 10 quartos. A propriedade era mais que perfeita para o casal e suas 5 filhas – a não ser pela energia pesada que todos sentiram logo quando colocaram os pés na casa.

Aventuras na História · Família Perron: A assombrosa história real por trás de Invocação do Mal
A verdadeira família Perron em 1970. Foto: Reprodução

Terminada a mudança, a família Perron começou a notar alguns eventos estranhos. Tudo começou com as meninas mais novas, que acordaram assustadas no meio da noite, reclamando das vozes dos fantasmas. Depois desse episódio, as aparições começaram a ter uma energia mais leve e amigável, portanto, não atrapalhavam o dia a dia dos Perron. Alguns eventos visíveis, como móveis e objetos levitando, quadros caindo sozinhos e manchas repentinas na parede se tornaram cotidianos, mas não preocupavam a família.

Passado sombrio

Quando os comentários sobre os eventos sobrenaturais em sua propriedade começaram a circular, os Perron descobriram que a Antiga Propriedade Arnold tinha muitos segredos e um passado obscuro. Não uma, nem duas, nem três, mas sim OITO gerações viveram e morreram na propriedade – e o pior: a maioria delas marcada por assassinatos, estupros e suicídios.

Não demorou muito para que os espíritos amigáveis se tornassem mal-intencionados e perigosos. Os alvos eram sempre as crianças: os fantasmas puxavam seus cabelos, batiam as portas dos quartos e as atormentavam a noite todas com gritos repentinos.

Livestream Inside The Real 'Conjuring' House All Day, All Night For a Week
Cena do filme “Invocação do Mal”, de 2013. Foto: Reprodução

Com o tempo, os adultos também viraram alvos dos espíritos. Carolyn Perron foi a mais afetada, principalmente após a chegada do espírito de Bathsheba Sherman. De acordo com a lenda, ela era uma bruxa maldosa que se enforcou de trás do celeiro da casa. Carolyn afirmava que a entidade havia a torturado e possuído – e é aí que os Warren entraram em cena.

O fim da Antiga Propriedade Arnold

Roger Perron convidou Ed e Lorraine Warren para irem até a propriedade. Lá, eles conduziram inúmeras sessões espíritas para lidar com os espíritos do mal. Andrea Perron, uma das filhas, escreveu um livro sobre sua experiência na casa, descrevendo o exorcismo de sua mãe: “A noite em que pensei ver minha mãe morrer foi a mais aterrorizante de todas. Ela falava com uma voz que nunca ouvi antes, e alguma força que não é deste mundo a arremessou por seis metros até outro quarto”, falou em House of Darkness House of Light (2011).

The Conjuring' Virtual House Tour Looks Extremely Creepy
Os eventos na Antiga Propriedade Arnold inspiraram a franquia Invocação do Mal. Foto: Reprodução

Porém, diferentemente dos filmes, o casal Warren não colaborou (na verdade, só piorou a situação) para a expulsão dos espíritos. Dessa forma,  a família Perron abandonou a Antiga Propriedade Arnold em 1980.

Invocação do Mal: tudo foi para as telinhas

A história da família Perron ficou tão marcada na vida dos Warren – seja pelo medo ou pelo fracasso do casal – que virou uma adaptação para os cinemas. Inaugurando a franquia de filmes de terror Invocação do Mal, o filme dirigido por James Wan teve a supervisão dos personagens reais da história. Se você sentiu medo com a produção, não deve ser capaz de imaginar os verdadeiros perrengues da família na década de 70. Andrea, uma das filhas de Roger e Carolyn, disse que Invocação do Mal é uma versão muito mais leve do que ela e sua família viveram na casa.

Apesar de sua má fama, a Antiga Propriedade Arnold não caiu no esquecimento e teve vários compradores – especialmente após o lançamento da franquia. Norma Sutcliffe, uma das moradoras mais recentes. descreveu a experiência de morar lá como “um verdadeiro inferno”. O motivo não tem nada de sobrenatural: a estadia se complicou por causa dos fãs de Invocação do Mal, que não paravam de visitá-la e até invadiram sua propriedade, ao ponto dela processar a Warner Bros em 2015.

De volta para o centro das atenções

Depois que Norma saiu da casa, ela a vendeu para um casal que queria fazer dali uma atração histórica. Apenas dois meses após se mudarem para a casa, os donos relataram aparições fantasmagóricas. Eles aproveitaram o momento para documentar tudo no especial Ghost Adventures: Curse of the Harrisville Farmhouse (2019).

Couple Who Bought The Real-Life 'Conjuring' House Says It's Really Haunted | Entertainment | Rojak Daily
O cartaz do filme e a casa na atualidade, junto aos seus moradores. Foto: Reprodução

Por fim, em 2020, por conta da pandemia, os moradores do local abriram as portas da Antiga Propriedade Arnold para uma livestream. A transmissão aconteceu em maio e mostrou os vários cômodos através de câmeras e microfones. Muitos fãs participaram da transmissão, pois queriam ter o gostinho do que os Perron passaram em 1970.

 

E aí, você teria coragem de participar dessa transmissão? Qual é o seu filme favorito da franquia?

Comentários
Posts Relacionados