Neve no Brasil? Fenômeno é raro, mas acontece. Entenda o motivo!

Compartilhe

Uma intensa massa de ar frio avançou sobre o Brasil e tem provocado baixas temperaturas e neve no Sul do país. Em Santa Catarina, a população tem feito até mesmo bonecos de neve.

Boneco de neve em Santa Catarina. Foto: Reprodução/Instagram

Mas você sabia que também já nevou em outros lugares do Brasil? Existem registros de neve nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. Em um país com o clima predominantemente tropical como o nosso, este fenômeno é raro, mas pode acontecer. Vamos explicar o porquê!

Leia também sobre a ‘Porta do Inferno’, cratera que queima há 40 anos.

Além da região Sul: neve no Brasil

É difícil listar as maiores ocorrências de neve no nosso país fora da região Sul. A maioria dos registros que existem são imprecisos porque são feitos por pessoas que testemunharam as ocorrências, que nem sempre são meteorologistas. Essas pessoas podem, inclusive, ter confundido a neve com chuva congelada ou geada. Mais abaixo, vamos explicar as diferenças de cada uma delas.

São Paulo

Segundo os especialistas, nunca chegou a nevar na capital paulista. Existe uma crença fortemente difundida de que teria nevado na cidade de São Paulo no dia 25 de junho de 1918. Mas, desde que há medições meteorológicas no município, nunca houve um registro oficial. O que aconteceu naquele dia, na realidade, foi uma forte geada.

A confusão pode ter se dado porque o cristal da neve é muito semelhante ao cristal da geada. As marcações do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG/USP) apontou que fez muito frio na data: 1,2 grau negativo. Mas a nebulosidade, necessária para a formação de neve, foi zero.

Há histórico de casos em cidades do interior, como na Serra da Mantiqueira, na Grande São Paulo, e em Campos do Jordão, a cidade mais alta do Brasil, localizada no vale do Paraíba. Inclusive, historiadores de Campos do Jordão afirmam que moradores já registraram neve na cidade. Um desses registros teria ocorrido na década de 1920.

Foto: Arquivo Pessoal/Edmundo Rocha/Reprodução/G1

Minas Gerais

Apesar de muito seco durante o inverno, Minas Gerais já registrou neve no extremo sul do estado, no Parque Nacional de Itatiaia (na divisa com o Rio de Janeiro). As temperaturas negativas são comuns por lá devido à altura da região.

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, existem registros oficiais de neve no já mencionado Parque Nacional de Itatiaia. O ponto mais alto por lá, que fica no maciço das Agulhas Negras, no RJ, atinge 2.791,55 metros de altitude e é considerado o quinto pico mais alto do Brasil, segundo dados do IBGE.

No dia 9 de junho de 1985, o estado registrou um frio histórico. Naquele dia, houve uma das mais intensas nevascas nas montanhas do Sul Fluminense, região conhecida pelas baixas temperaturas. Várias famílias foram pegas de surpresa no fim daquele feriado prolongado de Corpus Christi, com uma temperatura de 6 graus negativos.

Foto: Reprodução/Acervo O Globo

Mato Grosso do Sul

Nos últimos dias, o Mato Grosso do Sul tem registrado temperaturas negativas. Por isso, surge a pergunta: “É possível nevar por lá?”. O estado já registrou neve no dia 14 de julho de 1975.

Manchete do jornal Correio do Estado em 20 de julho de 1975

Distrito Federal

No Distrito Federal, a menor temperatura registrada foi de 1,6 °C, em 18 de julho de 1975. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que, desde 1961, faz a medição oficial de Brasília. Mas um registro aponta que já teria nevado na região conhecida pela baixa umidade.

Em 1778, o quinto governador e capitão-general da Capitania de Goiás, ao fazer a viagem para tomar a posse, registrou tudo no relato “Jornada que fez Luiz da Cunha Meneses da Cidade de Bahia para Vila Boa Capital de Goyaz”. Nele, Cunha Meneses escreveu “no mês de junho, que é a maior forma de inverno, chega a cair neve”.

Como não há nenhum documento que respalde essa versão, é possível que ele tenha confundido neve com geada. O próprio Governo do Distrito Federal já publicou a declaração em suas redes sociais afirmando que teria nevado em Brasília. Abaixo, você confere o primeiro registro fotográfico de uma geada na cidade, ocorrida em 1961.

Foto: Reprodução

Como ocorre a formação de neve?

Para nevar, é necessário que ocorra uma combinação de uma série de fatores. Entre eles, estão formação de nuvens, local de altitude elevada e ação de uma massa de ar frio. A neve é como se fosse uma chuva congelada. Então, ela precisa de todas as condições para a formação de uma chuva aliadas a baixas temperaturas para se formar e cair.

No interior da nuvem, os cristais de gelo e o vapor de água congelado se juntam com outros e caem em direção ao solo. Mas, para que a neve atinja a superfície, a temperatura entre a nuvem e o solo precisa estar abaixo de zero grau ou muito próxima disso.

Chuva congelada

No meio do caminho entre a nuvem e o solo, pode acontecer um fenômeno conhecido como chuva congelada. Em vez de cair floco de neve, cai granizo. Isso acontece quando o floco formado na nuvem encontra uma camada quente e vira gota de chuva, mas logo depois pega outra camada abaixo de zero grau e congela.

Isso explica por que é raro nevar no Brasil. As exceções são os pontos mais altos de Santa Catarina, como São Joaquim, e a Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul. Há outros pontos que são altos em outras regiões do nosso território, mas que não nevam devido à ausência de outros fatores, por exemplo, a influência de uma massa de ar polar.

Neve e geada

A geada se forma de um jeito diferente. Enquanto a neve precisa das nuvens, para haver geada, não pode ter nuvem no céu. Isso porque é necessário que o céu esteja totalmente limpo para que o calor armazenado se dissipe pelo ar. Assim, esse resfriamento faz com que a umidade próxima à superfície congele e forme cristais de gelo.

Existem dois tipos de geada: a geada branca – na qual há formação de camada de gelo sobre o solo e a vegetação – e a geada negra – em que não se vê os cristais de gelo, mas a vegetação passa pelo processo de congelamento.

Fontes: O Globo, Correio Braziliense, BBC, G1, G1 Sul de Minas, G1 Vale do Paraíba e Região e G1 Mato Grosso do Sul

E aí? Você já sabia disso? Conta pra gente pelos comentários!

Comentários
Posts Relacionados