O misterioso caso de Marco Aurélio

Compartilhe

O que aconteceu com Marco Aurélio? É o que as pessoas se perguntam até hoje… Ele tinha 15 anos quando desapareceu em 8 de junho de 1985, durante uma excursão com seu grupo de escoteiros ao Pico dos Marins, no município de Piquete, em São Paulo. Mais de 30 anos depois, o desaparecimento do garoto continua um enigma.

Se interessa por histórias de crimes reais? Não deixe de ler sobre o Castelinho da Rua Apa.

Foto: Reprodução/Domingo Espetacular

O desaparecimento

O grupo de escoteiros havia se instalado na base do Pico dos Marins. Durante a trilha, no entanto, um deles, Osvaldo Lobeiro, se machucou. Foi aí que o líder dos escoteiros, Juan Bernabeu Céspedes, tomou a decisão de pedir para que Marco Aurélio voltasse ao acampamento para buscar ajuda. Aquela foi a última vez que o adolescente foi visto.

Marco Aurélio carregava consigo um apito – comum entre os escoteiros para ajudar na comunicação e na localização – e um giz de marcação. O garoto tinha sido orientado pelo líder dos escoteiros a sinalizar o caminho. Contudo, durante o trajeto, a equipe havia identificado apenas três marcações feitas pelo jovem.

Ao chegar no acampamento, Céspedes e os outros garotos descobriram que Marco Aurélio não tinha voltado. Na manhã seguinte, ele decidiu iniciar as buscas. Mas, como não obteve sucesso, acionou as autoridades.

Foto: Reprodução

Investigações

Durante 28 dias, mais de 300 homens, entre bombeiros, alpinistas e policiais, estiveram envolvidos nos trabalhos de buscas no Pico dos Marins. O rosto de Marco Aurélio estampava as manchetes dos principais jornais do país. No entanto, nada foi encontrado. Não havia nenhum sinal – nem mesmo um fio de cabelo.

Na época, a polícia chegou a desconfiar de Juan Bernabeu Céspedes. Depois do sumiço, ele voltou à mata para procurar Marco Aurélio e ficou lá por mais de quatro horas. Ele foi duramente interrogado pelas autoridades, mas negou que tenha cometido qualquer crime.

Em 8 de abril de 1990, as investigações oficiais foram encerradas, e o caso foi arquivado, até que em 10 de março de 2005, o jornalista investigativo Rodrigo Nunes, desarquivou o inquérito. Para ele, Marco Aurélio desceu o pico. A investigação completa foi apresentada em três livros, publicados posteriormente.

Em 2011, Ivo Simon, pai do garoto desaparecido, decidiu dar um novo fôlego às buscas. Na época, com 71 anos, ele havia anunciado que contrataria um perito para novas investigações. Se Marco Aurélio estiver vivo, hoje, ele teria 51 anos.

Inquérito do caso de Marco Aurélio. Foto: Reprodução

Teorias da conspiração

Não faltam teorias sobre o desaparecimento do jovem. Alguns dizem que ele teria sido abduzido por alienígenas. Esta teoria é sustentada pelo grupo de escoteiros que presenciou o fato, que dizem ter visto luzes azuis, enquanto se dirigiam à localidade.

Para outros, uma seita chamada Borboleta Azul teria sequestrado o menino. Especulou-se até mesmo que um animal, como uma onça, poderia ter devorado Marco Aurélio. Oficialmente, o caso foi arquivado por suspeitas de que o adolescente tenha fugido.

Fonte: Aventuras na História, Domingo Espetacular e UOL

Você já conhecia esse caso? O que você acha que aconteceu com Marco Aurélio? Conta pra gente aí pelos comentários!

Comentários
Posts Relacionados