Por que é perigoso ter um soluço persistente igual teve Bolsonaro?

Compartilhe

Na última quarta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Ele foi transferido de Brasília para a capital paulista na noite de ontem após apresentar um quadro de obstrução intestinal. Há dias, Bolsonaro se queixava de uma crise de soluço que não passava. Mas você sabe por que isso é perigoso?

Leia também: Faloplastia: o que é e como funciona a cirurgia de aumento do pênis?

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O que causa o soluço?

Ainda não se sabe se essa crise do presidente tem relação com o seu diagnóstico. O soluço é causado por uma contração involuntária do diafragma (músculo que fica entre o tórax e o abdômen), seguida pelo fechamento da glote (estrutura cartilaginosa responsável pela saída e entrada de ar para os brônquios e pulmões).

Qualquer músculo do nosso corpo precisa de um estímulo para se contrair, e com o diafragma, não seria diferente. Quem estimula a contração desse músculo é o nervo frênico, que é uma ramificação do nervo vago.

Imagem: Healthwise

O soluço costuma ser bem comum. As motivações podem ser muitas, como estresse, remédios mais fortes, dilatação do estômago (após grandes refeições), mascar chicletes, tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou refrigerantes e respiração acelerada. Mas a sua persistência por vários dias é bem rara.

No caso de Jair Bolsonaro, a causa também pode estar relacionada a uma cirurgia de implante dentário que ele fez recentemente. Isso porque qualquer coisa que irrite o nervo frênico ou o vago no trajeto até o diafragma pode dar soluço. Alguns medicamentos também podem ocasionar uma crise, principalmente os analgésicos. Além disso, o presidente sofre há algum tempo de refluxo.

Nervo vago em verde. Foto: Reprodução

Por que soluço persistente é perigoso?

No geral, o soluço não dura mais do que 48 horas. Mas, quando isso acontece, podemos chamá-lo de soluço persistente. Nesses casos, é necessário procurar um médico para investigar possíveis doenças.

As crises de soluço que já duram dias podem ser um sinal de algumas complicações. É o caso de doenças gastrointestinais, como refluxo, inflamações, hérnia de hiato, distensão abdominal, megaesôfago e tumores de esôfago.

O soluço também pode acontecer devido a causas neurológicas, como meningite, encefalites, AVC, neoplasias, esclerose múltipla, tumores no cérebro, dentre outras.

O que fazer diante uma crise de soluço?

Foto: Reprodução

Caso o soluço seja uma condição passageira, existem alguns métodos para fazer com que ele passe rapidamente. O mais indicado nesses casos é buscar fazer uma respiração mais ritmada, inspirando e expirando profunda e lentamente.

Outras soluções mais conhecidas são: segurar a respiração por alguns instantes, beber água gelada ou fazer gargarejo, comer uma colher de açúcar e tapar o nariz e fazer força para soltar o ar. Vale até mesmo levar um susto, uma vez que ele libera adrenalina, interfere no funcionamento cerebral e estimula os nervos musculares.

Fonte: G1, Correio Braziliense e Tua Saúde

Comentários
Posts Relacionados